28
out
10

Ser Humano (Phisis) Ente Urbano (Ethos)

A existência humana é composta pelo elemento natural (phisis) e pelo elemento habitual (ethos). Estes dois princípios são constitutivos da civilização humana. Estão inscritos no processo de formação da humanidade. Sem a presença do natural (phisis), não pode haver ser humano. Sem a presença do habitual (ethos), não pode haver ente urbano.

O que é a phisis? A phisis é uma condição imanente ao homem. Ela é um elemento inerente ao homem. Sendo inseparável do homem, podemos concluir que a phisis é inata. Ela é dada ao homem desde o nascimento. Isso significa que a phisis é universal e objetiva. Trata-se de um componente necessário ao homem. Para que exista a humanidade, é necessário que exista a phisis.

Ora, por que a condição de ser humano depende da phisis? por que o reconhecimento da natureza humana requer a phisis? Considerando que a phisis está inserida no domínio fisiológico, ela é uma propriedade primária do ser humano. Sendo da ordem biológica, a phisis é um atributo primitivo do ser humano. Ela é primordial na constituição humana porque representa a esfera orgânica. Desprovido de phisis, o ser humano seria destituído da dimensão física. Pode haver ser humano sem corpo? Assim, posto que os nossos olhos percebem um ser humano através da carne e não do espírito (não podemos enxergar a alma das pessoas), a phisis é um requisito primeiro na concepção de ser humano.

Ao contrário da phisis, o ethos não é inato ao homem. O ethos é adquirido pelo homem. Ele tem um caráter adventício – vem de fora. Ou seja, levando em conta que o ethos é habitual e não natural, ele sempre será construído pelo homem. O vocábulo ethos é um termo grego cujo significado primeiro é estada permamente, morada rotineira ou abrigo protetor. Esta acepção dá origem a significação de ethos como hábito ou costume – repetição de atos. Neste caso, ethos seria um comportamento que decorre de uma constância no agir.

Considerando o ethos como uma orientação habitual para determinadas ações, ele é o espaço da formação da urbanidade. Isto é, sendo o ethos uma disposição costumeira para agir, ele é o ambiente de construção da identidade urbana. Ora, a civilização do homem depende da inserção social. Por sua vez, a integração na sociedade exige a observação de hábitos, costumes, leis e tradições – ethos. Isso implica que o ser humano transita para ente urbano na medida em que produz obras, técnicas, instituições, regras, crenças, valores e saberes. Ou seja, o conjunto de criações humanas próprias de uma sociedade dada exige a passagem de ser humano (phisis) para ente urbano (ethos).

Anúncios

0 Responses to “Ser Humano (Phisis) Ente Urbano (Ethos)”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: