23
mar
10

Volta

Chega o tempo,
Chuva, nuvem e sol,
O pecado dos homens é opaco,
E os delatores perdem os dedos.

Ruas vazias, praças lotadas,
Somos maias, somos muitos,
Não há mais ninguém.

Chega o tempo,
Chuva, nuvem e sol,
Aquele que vê escorre,
E a desfaçatez.

Olho oco, Terra cheia,
Somos tribo, somos trama,
Não há trigo algum.

Chega o tempo,
Chuva, nuvem e sol,
O papel dos planos se molha,
E se pode tudo que se pede.

Eu vivo, massa morta,
Somos Sicilia, somos silício,
Não há sinais de ninguém.

Yssak Lee

Anúncios

0 Responses to “Volta”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: