23
set
09

shaftesbury

shaftesburyO povo não é, a bem da verdade, um partido menor nessa causa. Nada se move sem ele. Só há poder público onde ele está incluído. E, sem uma voz pública sabiamente guiada e dirigida, não há nada que possa despertar no artista uma verdadeira ambição ou incitar o seu gênio para que ele aspire a uma fama duradoura, à aclamação de seu país e da posteridade. Pois, como homem livre, o artista é membro natural de seu país, e seu apaixonado interesse se deve ao mesmo gênio de liberdade, ao mesmo governo e leis que lhe garantem a sua propriedade e os dividendos de sua diligência e indústria.

Anthony Ashley Cooper, Conde de Saftesbury.

A linguagem das formas. A natureza e a arte em Shaftesbury.
Pedro Paulo Garrido Pimenta

Anúncios

0 Responses to “shaftesbury”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: